100 MILHÕES! Assalto em Bacabal pode se tornar o maior roubo a banco do Maranhão

O roubo a uma agência bancária em Bacabal pode entrar para história como um dos maiores roubos a banco do estado do Maranhão. De acordo com a declaração feita pela Polícia Civil do Maranhão na manhã desta terça-feira (27) o bando pode ter conseguido roubar cerca de R$ 100 milhões. Desse montante, apenas cerca de R$ 3 milhões foi recuperados.
O roubo em Bacabal já é comparado ao maior assalto da história do Brasil, ocorrido em 2005 na cidade de Fortaleza no Ceará onde um bando levou cerca de 164 milhões de reais do Banco Central. A diferença entre os dois é que em Bacabal no Maranhão a quadrilha levou apenas cerca de 2 horas para roubar cerca de 100 milhões. Já o roubo ao Banco Central de Fortaleza o bando levou meses.
O Assalto ao Banco Central do Brasil em Fortaleza considerado um dos 3 maiores assaltos bem sucedidos da história da ladroagem virou filme “O Assalto ao Banco Central”. A pergunta que não quer calar. O assalto ao banco em Bacabal e os momentos de terror vividos pela população pode virar filme? Vamos aguardar.
Durante ação cinematográfica da quadrilha em Bacabal que trocou tiros com a policia, incendiou viaturas, atacou a delegacia e o quartel da cidade, quatro pessoas morreram: três assaltantes e um morador da cidade. Um morador também foi atingido mas segue em recuperação. Duas pessoa foram presas enquanto estava dentro da agência recolhendo as cédulas deixadas pelos bandidos. O bando conseguiu fugir levando uma grande quantia em dinheiro.
De acordo com as investigações, entre os mortos, está o irmão do principal suspeito de chefiar a quadrilha. Identificado como José Francisco Lumes mas conhecido como “Zé de Lessa” que estaria comandando pessoalmente a ação da quadrilha no município. Seu irmão foi morto e deixado para trás durante a troca de tiro com a policia.
De acordo com a polícia, “Zé de Lessa” é bastante conhecido e temido por crimes em todo o país, especialmente por roubos a banco. Natural do estado da Bahia, “Zé de Lessa” já fez assalto a instituições financeiras, foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar.

Comentários