‘Acertô, mizeravi’: Garoto do meme é abandonado pela mãe e sofre de depressão profunda

O jovem Lucas Florisvaldo Moreira Queiroz, de 19 anos, que ficou conhecido em 2014 com o viral “Acertô, mizeravi”, passa dificuldades após ter sido abandonado pela mãe no início deste ano. Ele já não tinha o convívio do pai, que é desconhecido. O garoto, que tem problemas mentais e sofre de uma depressão profunda, agora é ajudado por vizinhos (saiba como ajudar abaixo).
A criança, que vive em Feira de Santana (BA), passou a ficar muito conhecida em 2014, em um vídeo no qual fazia contas de matemática. Mesmo sem acertar o resultado, a pessoa que filmava dizia que ele estava certo: “Acertô, mizeravi”. Então, o garoto abria um grande sorriso.
Em um vídeo que circula pelas redes sociais, publicado pelo pastor Diego Santos, vizinhos mostram a situação em que o menino vive. Muito magro e abatido, deitado em um sofá velho, em uma casa suja e coberta por entulhos: esta é a realidade de Lucas. De acordo com o Portal Mixturando, a mãe do garoto também sofre de transtornos psicológicos.


Alguns moradores de Feira de Santana, em conjunto com uma assistente social da cidade, resgataram o garoto. Os voluntários alimentam e dão banho no jovem, que foi constatada uma depressão profunda.

Saiba como ajudar

O pastor iniciou uma campanha de arrecadação on-line e pede ajuda. “A população está toda aqui no intuito de ajudar. Você pode contribuir com o tanto que quiser, toda doação é bem vinda”, explica.
Após a grande repercussão do vídeo, algumas pessoas já iniciaram as doações. Além de dinheiro, cestas básicas chegaram até a casa do garoto. De acordo com uma pessoa que aparece em um vídeo com Lucas, a mãe do garoto teria o abandonado em casa e o deixado sem comida ou água.
“Com sua ajuda poderemos dar um desfecho diferente a essa situação e transformar essa história. Nosso objetivo é transformar a vida desse jovem, devolvendo a dignidade e uma melhor qualidade de vida. Conto com sua colaboração”, diz texto da vaquinha. Quer ajudar? Clique aqui.

Comentários