Após sair do velório da irmã, pastor, mulher e sobrinha morrem em acidente em Anápolis

O pastor evangélico João Batista Gomes, de 60 anos, a mulher dele, Sueli Pereira de Matos Gomes, de 49, e a sobrinha Irene Lúcia Gomes, de 49, morreram em um acidente entre o carro em que eles viajavam e um caminhão, na GO-222, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A filha do casal e o caminhoneiro também ficaram feridos.

João também trabalhava como chefe de gabinete do vereador de Anápolis Mauro Severiano. Ao G1, o político contou que a família estava voltando de Itaberaí, onde ocorreu o velório da irmã de João Batista e mãe de Irene.

“Enterramos a irmã dele em Itaberaí e voltamos para Anápolis. Eu vim na frente e ele saiu cerca de uma hora depois. É uma tragédia”, lamentou Severiano.

O acidente aconteceu por volta das 15h30, no Setor Santa Cecília, no perímetro urbano de Anápolis. Segundo o Corpo de Bombeiros, testemunhas relataram que o carro do pastor, um Ford Eco Sport, bateu de frente contra o caminhão quando tentava fazer uma ultrapassagem. No entanto, as circunstâncias do acidente só poderão ser confirmadas pela perícia.

João Batista, Sueli e Irene morreram no local do acidente. Já a filha do casal foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital de Urgências de Anápolis (Huana). O caminhoneiro foi levado para a mesma unidade de saúde.

O G1 pediu ao Huana, por e-mail, informações sobre o estado de saúde dos pacientes, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.
Por G1.

Comentários