Bebê recém-nascido é morto a facadas pela própria mãe

Uma jovem de 22 anos é acusada de matar o próprio bebê a facadas. O crime aconteceu na noite do último sábado (03), logo após o nascimento da criança, em Ilhéus. De acordo com a perícia, Lidiane Bruna Sales Linhares, mãe da criança, teria desferido 15 facadas contra o recém-nascido. 

A ação foi descoberta após a tia ouvir o choro da menina recém-nascida. Ao chegar no local onde a mãe e a menina estavam, ela se deparou com a cena e questionou a jovem: "O que é isso?". O Samu foi acionado e a mãe foi levada junto a filha até a Maternidade Santa Helena, no município. A equipe médica confirmou que a criança já não estava mais viva.

O caso chocou a pediatra Thayane Reis, que há 15 anos nunca tinha presenciado um crime como esse. “Eu nunca tinha visto uma mãe matar um filho; todo mundo ficou em estado de choque”, relatou a profissional. 

O crime deixou os familiares e amigos de Lidiane surpresos, já que a jovem apresentava um comportamento bem tranquilo e nunca demonstrou qualquer indício de agressividade. A acusada perdeu os pais ainda criança e foi criada pela avó e pela tia. 

Lidiane chegou ao hospital completamente transtornada e informou à médica que só percebeu a gravidez em julho. Assim que recebeu alta, a jovem foi encaminhada para o presídio de Ilhéus na última segunda-feira (05). 

O corpo da criança foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), no último domingo (04), em Ilhéus.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Lidiane Linhares foi liberada após uma audiência de custódia na tarde da última segunda-feira (05) e a justiça aguardará o resultado de exames para atestar a sanidade mental da acusada. 

(Com informações do Diario Bahia) 

Comentários