'Sou é a favor da pedofilia', diz vereador em votação de projeto sobre violência sexual

Uma fala durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Palmas causou polêmica. Enquanto os parlamentares discutiam a criação da Semana de Combate à Violência e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes, um vereador falou ao microfone "eu sou é a favor da pedofilia".

A frase polêmica veio do vereador Lúcio Campelo, que tentou se justificar, afirmando que o caso foi um equívoco. "Eu quis antecipar meu voto e fiz a fala errada. Assumo que fiz a fala errada. Quero pedir minhas escusas à sociedade palmense porque isso não é do meu caráter e do meu comportamento [...] De fato, houve uma fala equivocada. Se tiver preço a gente tem que assumir e pagar", afirmou para uma televisão local.

A Câmara de Vereadores de Palmas disse ser contra qualquer abuso infantil e que abomina tal prática, se colocando assim, a disposição da sociedade para elaboração de mecanismos que possam proteger a infância. Nenhum dos vereadores que estavam na sessão se manifestou sobre o ocorrido. 

O projeto que institui a Semana de Combate à Violência e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes foi aprovado na sessão por unanimidade. 

(Com informações da Revista Fórum)

 

Comentários