Maitê Proença é cotada para ser ministra do Meio Ambiente

Defensora da natureza e ativista na proteção da Amazônia, a atriz Maitê Proença pode assumir o Ministério do Meio Ambiente no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).
Segundo o jornal O Globo, o nome dela foi proposto ao capitão reformado por um grupo de ambientalistas, economistas e pesquisadores.

Além de contar com um bom trânsito na área ambiental, Maitê é ex-mulher do empresário Paulo Marinho, ligado ao presidente eleito, com quem tem um filho.
Ao Globo, a atriz explica que o seu nome, por enquanto,  é “apenas uma ideia”.
“A ideia é tirar o viés ideológico a que o setor ambiental ficou associado. Trazer um nome que possa abrir as portas que se fecham para os ecologistas. Um nome ligado às causas ambientais, mas que circule nos diversos meios de forma isenta. E que possa colocar a pasta acima de picuinhas políticas. Concordo com tudo. Mas o meu nome é apenas uma ideia”, disse.
Logo após ser eleito, Bolsonaro chegou a anunciar a união dos ministérios da Agricultura com o Meio Ambiente.
Após ser alvo de duras críticas, o presidente eleito recuou e disse que manteria as duas pastas separadas. A gestão da primeira ficará com a deputada Tereza Cristina.
Por Yahoo.

Comentários