PM está entre os presos por participar do assalto ao banco em Bacabal-MA

Sete pessoas foram presas durante a operação da Polícia Militar de Bacabal, no interior do Maranhão, após uma quadrilha invadir a cidade, saquear uma agência bancária, trocar tiros com agentes de segurança e atear fogo a carros na delegacia local. Um dos detidos é um policial.

O homem não teve sua identidade revelada, mas a Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que ele é soldado da Polícia Militar do Piauí. No momento da prisão, ele estava armado.

Após a ação da quadrilha, algumas pessoas tentaram roubar cédulas de dinheiro que ficaram espalhadas pelo chão. Segundo a pasta, o PM possuía uma quantia furtada.

“Ele será investigado profundamente para saber se só praticou esse ato de querer levar vantagem ou se ele fez algum trabalho prévio de cobertura para a quadrilha”, disse o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Membros de vários Estados

De acordo com o secretário, três suspeitos que integravam a quadrilha foram mortos — um era do Tocantins, outro da Bahia, e o último, do Maranhão. O suspeito da Bahia, informou Portela, era irmão do maior chefe de quadrilha do Estado da Bahia.

“São bandidos da Bahia associados a bandidos do Tocantins e a bandidos daqui. É uma modalidade conhecida como novo cangaço, que usa extrema violência e busca matar policiais e que não iremos permitir que aconteça aqui. Isso custará muito caro para eles”, afirmou.

O tenente Costa, do 15° BPM, informou que essa é a segunda vez que a quadrilha ataca a cidade. A primeira ocorreu há oito meses. “Não foi como deste domingo. Eles estão piores agora”, relatou.

Na ocasião, cerca de 100 integrantes da quadrilha invadiram a cidade, saquearam uma agência bancária, trocaram tiros com policiais, atearam fogo em veículos dentro da delegacia local e fizeram barricada para impedir que o reforço policial de cidades vizinhas chegasse. “De imediato, todos nós, a noite toda, acompanhamos nossos policiais, que são homens que praticaram atos de bravura”, disse o secretário.

Segundo balanço divulgado no início da tarde desta segunda-feira (26), três pessoas morreram no local. “Os policiais partiram para cima, neutralizaram definitivamente três criminosos e isso deu um recado claro para eles”, informou. Após o tiroteio, a quadrilha fugiu da cidade.

De acordo com Portela, há informações de que veículos dos suspeitos passaram em fuga por cidades da região de Bacabal. Os batalhões da PM estão interceptando e buscando os criminosos.  “Vamos buscar um por um”, acrescentou. “A ordem aqui no Maranhão, em nome da lei, é usar a força para defender o cidadão. Iremos buscar todos eles estejam em qualquer lugar do planeta Terra”, finalizou.

Comentários

  1. Nos agrediramos no trabalho da polici para quer termos um brasil melho boa sorte para vcs policiais quer participar desta operação

    ResponderExcluir

Postar um comentário