Soldado do Corpo de Bombeiros preso em Bacabal é colocado em liberdade e cumprirá medidas cautelares

O soldado do 6° Batalhão de Bombeiro Militar, em Bacabal, Gustavo Lima Mendes, foi colocado em liberdade na tarde desta quarta-feira (28) por determinação judicial.

Ele se encontrava preso desde a manhã de terça-feira (27) quando compareceu à delegacia de Polícia Civil  para devolver a quantia de R$ 5 mil. Ele havia se apossado do dinheiro após a ação criminosa da quadrilha que explodiu o cofre da Central de Distribuição do Banco do Brasil, no fim da noite de domingo (25).  

Milhares de cédulas ficaram espalhadas em vários pontos no entorno do local da explosão  e foram recolhidas por várias pessoas. A polícia já recuperou mais de R$ 3,5 milhões que haviam sido furtados por populares.

O secretário de segurança, Jefferson Portela, garantiu que a determinação era para que o soldado fosse autuado por furto e que seja apurado se ele só estava de posse da quantia devolvida. "Não temos como saber se ele pegou só R$ 5 mil. Ele se colocou numa situação grave porque é servidor público e tem o dever de não cometer crime, como qualquer cidadão", disse.

Em liberdade, Gustavo terá que cumprir medidas cautelares como não mudar de residência sem a prévia comunicação à Justiça, não se ausentar da cidade por mais de oito dias, nem frequentar bares, casas noturnas e estabelecimentos similares.

Ainda de acordo com a decisão, a prisão preventiva do soldado será decretada caso desobedeça as medidas cautelares.

Com informações do Sérgio Matias

Comentários

  1. Quem não pegaria né tanto dinheiro espalhado no chão quem não pegaria

    ResponderExcluir

Postar um comentário