Mulheres fazem vaquinha para passar ano novo com Lula preso

Um grupo de mulheres e crianças está organizando uma vaquinha virtual para passar o final de ano em Curitiba, em frente onde o ex-presidente Lula está preso.

O grupo de ativistas, entre elas algumas com mais de 70 anos, juntou dois ônibus para a caravana até a Superintendência da Polícia Federal, onde Lula está preso em uma cela adaptada desde 7 de abril. Mesmo sem poder ter contato com Lula, elas irão preparar uma ceia na porta do prédio.

A caravana de ativistas sairá de Bragança Paulista e terá pessoas de todos os estados. Segundo uma das organizadoras, um dos ônibus irá apenas com mulheres, e o outro terá homens e crianças.

"Não é um ato de fanatismo. É uma ação entre amigas", afirma Bete, que avalia como "uma injustiça a prisão de Lula". "É um gesto de resistência e de solidariedade", diz.

As organizadores já conseguiram arrecadar R$ 8,6 mil, valor suficiente para alugar dois ônibus ao invés de um, como era a ideia inicial.

(Com informações do UOL)

Comentários