Engenheiros que atestaram segurança de barragem que rompeu são presos em SP

O Ministério Público de São Paulo e a Polícia Civil do estado cumpriram na manhã desta terça-feira (29) dois mandados de prisão contra engenheiros que atestaram a segurança da barragemque se rompeu em Brumadinho (MG) na última sexta-feira. Os mandados foram expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais no domingo.

Pi é inovação no mundo dos investimentos.Em Minas, foram cumpridos outros três mandados de prisão. Em São Paulo, a ação é coordenada por promotores do núcleo da capital do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP-SP, e pelo Departamento de Capturas (Decade) da Polícia Civil.Toda a operação é coordenada por policiais, promotores e procuradores de Minas Gerais. A força-tarefa envolve, além do Ministério Público Estadual e Federal, as polícias civil e federal.

Até a noite da última segunda-feira, a Defesa Civil de Minas Gerais informou que há 65 mortos e 279 desaparecidos decorrentes da tragédia.

Suspeita de fraude

Ainda na capital paulista, a Polícia Federal cumpre outros dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestaram serviços para a Vale, responsável pela barragem.

As empresas ainda não tiveram o nome divulgado, mas a investigação apura se documentos que atestavam a segurança da barragem foram fraudados. (Com informações do portal G1)

Comentários