Sobe para 110 o número de mortos em barragem de Brumadinho

A Defesa Civil de Minas Gerais informou, na noite desta quinta-feira (31), que subiu para 110 o número de mortes causadas pelo rompimento da barragem de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Até o momento, 238 pessoas continuam desaparecidas e 394 foram localizadas. Segundo o órgão, 108 estão desabrigadas ou desalojadas.

O último levatamento divulgado pelas equipes de resgate apontava 99 óbitos, 257 desaparecidos e 395 localizados. A mudança nos dados em relação aos localizados se deve a uma pessoa que constava na lista de procurados, mas fez contato avisando que não estava na região na hora do rompimento.

Vale promete R$ 80 milhões para Brumadinho ao longo de dois anos

De acordo com a Polícia Civil, dos corpos encontrados no meio da lama, 71 foram identificados pelas famílias. Destes, 60 já foram liberados pelo IML (Instituto Médico Legal). 

Para agilizar o processo de identificação e apoio às famílias, o delegado Arlen Bahia informou que a delegacia da cidade vai passar a funcionar até à 0h.

Buscas

Tenente explica que operação deve ficar mais difícil
Reprodução / RecordTV Minas

Tenente explica que operação deve ficar mais difícil

Segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros, a maior parte dos corpos localizados neste sétimo dia de buscas estava na área para onde acredita-se que o refeitório da Vale tenha sido arrastado. Lá também foram encontrados botijões de gás e móveis que aumentam as suspeitas.

Nesta quinta-feira, a tropa israelense que auxiliava nas buscas concluiu sua missão e retornou ao país de origem. Durante a manhã, o tenente-coronel Flávio Godinho, coordenador da Defesa Civil, declarou que todo trabalho planejado pelo grupo foi concluído com sucesso.

Aihara explica que nos próximos dias a dificuldade nas buscas tende a aumentar, uma vez que os corpos que ainda restam para localizar devem estar em áreas mais profundas.

— Agora os corpos que serão localizados demanda trabalho de escavassão e estabilização do terreno para acesso a eles.

Por R7.

Comentários