Instrutor de autoescola embriagado atropela e mata criança de 4 anos



O instrutor de autoescola Natanaelson Diniz Pinheiro, de 28 anos, foi preso pela Polícia Militar por atropelar e matar o menino Alexandry Neto Reis da Silva, de apenas 4 anos, na cidade de São Bento, a 128 km de São Luís.

Natanaelson, residente na Rua José Vitorino Pinheiro, 98, Bairro Mutirão, foi preso por volta de 22h30 de sábado (13) conduzindo o veículo Volkswagen UP Take MA-2014/2015, de cor branca, placa OXQ-5504.

O atropelamento de Alexandry ocorreu na Rua Newton Bello, próximo à Rodoviária, no bairro Aeroporto, quando Natanaelson perdeu o controle do veículo, subiu a calçada e atropelou o menino, que morreu a caminho do hospital. Ao ser abordado pela PM, ele apresentava sintomas de embriaguez.

Populares estavam ameaçando linchar o acusado. Ele foi conduzido à Delegacia Regional de Pinheiro, sem lesões corporais, para que que fosse adotadas as providência cabíveis.

Desde abril de 2018, com mudanças no CPB, motoristas bêbados enquadrados na lei de trânsito por homicídio culposo (sem intenção de matar) poderão ser condenados à pena de 5 a 8 anos de prisão, além de ter o direito de dirigir suspenso ou proibido.

Antes, a pena por causar acidente com morte era de 2 a 4 anos, o que permitia que o delegado responsável pelo flagrante estipulasse uma fiança, que poderia liberar o motorista imediatamente.

Com a elevação da pena, o delegado não pode mais determinar a fiança porque a lei permite isso apenas em crimes com pena máxima de 4 anos.

Comentários